Make your own free website on Tripod.com



A quinta de Pindela é uma propriedade com cerca de 80 hectares, situa-se no Minho ocupando a totalidade de um vale da aldeia de S. Tiago da Cruz a 5 km da cidade de Vila Nova de Famalicão. Possui bons acessos, quer pela estrada nacional N14, quer pela Auto-estrada A3. É uma quinta tipicamente Minhota com um parque florestal de variadíssimas espécies de árvores, algumas das quais raras e centenárias, possuindo cerca de 20 hectares de lavradio e vinha com as castas de vinho branco autóctones. A casa mãe tem uma capela, uma adega com 2 lagares em granito, um celeiro com tulhas de madeira trabalhada e sofreu ao longo dos tempos várias obras de melhoramentos e acrescentos. Possui um bonito jardim típico do século XIX com um lago e duas fontes, atravessado por um aqueduto que abastece a casa de água armazenada num depósito subterrâneo alimentado pelas várias nascentes da mata. 

Para além das actividades tradicionais duma quinta desta região, possui diversas casas de caseiros, uma das quais restaurada e já em funcionamento para turismo rural e outra em vias de ser recuperada. Além disso, está envolvida em novos projectos de carácter mais instrutivo e formativo abertos ao público em geral.

   


 

 

 

 

 

 

 

 

 

Turismo Rural  

Casa do Soutelo - EntradaCASA de SOUTELO

A casa de Soutelo, classificada como casa de campo pela Direcção Geral de Turismo (D.G.T), é uma antiga casa de lavoura de traça minhota, outrora uma casa de caseiros do solar de Pindela. Situa-se numa propriedade de cerca de 80 hectares ocupando a totalidade de um vale a 5 km da cidade de Vila Nova de Famalicão e 15 minutos, a pé, da aldeia de São Tiago da Cruz, a 15 km de Braga, a cerca de 30 km do Porto e a uns 45 minutos de distância de várias praias e campos de golfe. 

Quarto de HóspedesA casa foi restaurada há cerca de dois anos, está cercada por muros, proporcionando a calma e isolamento necessário ao descanso, sendo por isso, o espaço ideal para os fins-de-semana de uma família ou grupo de amigos. Está disponível todo o ano. 

É um edifício que, além de ser muito soalheiro por estar virada a sul, tem aquecimento central instalado, dispõe de 3 quartos de dormir e 3 quartos de banho, uma sala de estar com televisão, uma sala de jantar e uma cozinha completamente equipada. Possui um pátio com um alpendre que serve de garagem, e vista para a mata da propriedade na qual está inserida. Nas suas traseiras existe um pequeno jardim com uma piscina.

Sala de SouteloAlém disso, os hóspedes poderão beneficiar de todos os serviços disponibilizados pela quinta que apoia esta casa, tais comoCasa de Soutelo jantares e merendas regionais com produtos confeccionados na propriedade (vinho, queijos, compotas, etc.), visitas guiadas à propriedade, com possibilidade de realizar caça fotográfica para conhecer a sua fauna e a vastíssima flora, passeios a cavalo para adultos ou com póneis para crianças. Caso os hóspedes estejam interessados, a família pode ainda propor alguns programas alternativos, como por exemplo, pequenas viagens a locais de interesse normalmente desconhecidos ou aconselhar restaurantes, etc. Aceitam-se animais de estimação. A casa contudo não está devidamente preparada para receber deficientes motores. Vende e expõe artigos de artesanato (bordados típicos da região).

 


 

 

 

 

 

 

 

 

A HISTÓRIA DA CASA 

Esta casa pertence à mesma família desde há cerca de 600 anos, visto que em 1442 era já seu possuidor o escudeiro fidalgo João Afonso Prado, cujo neto, o também escudeiro fidalgo instituiria o morgadio de Pindela.

Data de 1551 o documento mais antigo que se conhece sobre a arquitectura da casa: as suas dimensões correspondiam ao seu actual corpo central: Era o tempo do primeiro morgado, o cavaleiro-fidalgo Simão Pinheiro.

Em 1661 é construída a capela da casa, sob a invocação da Nossa Senhora da Conceição, padroeira de Portugal. A iniciativa cabe ao 5º morgado, João Pinheiro Lobo, que viria a ser assassinado. Após um período de violentas disputas pelo morgadio, o 8º morgado, João Machado Fagundes da Guerra Pinheiro e Figueira ordenou a feitura de muitas obras de restauro e melhoramento.         

No tempo de 10º morgado, o fidalgo da Casa Real João Machado de Melo Pinheiro e Figueira, a casa tinha uma tradição de cavalos com um picadeiro onde o seu senhor exercitava o seu saber. O sucessor Vicente Machado de Melo Pinheiro interviria na Guerra civil como Major Voluntário Realista de Guimarães, sendo condecorado com a Torre Espada na batalha da Ponte da Ferreira.

Ao 12º Morgado, o Fidalgo da Casa Real, João Machado Pinheiro de Correia de Melo, seria concedido, em 1854, pelo Regente D. Fernando, o título de Visconde de Pindela. O seu filho, o 2º Visconde Vicente Pinheiro Lobo Machado de Melo e Almada é o responsável e idealizador do aumento e modernização de Pindela: a actual torre, os tectos em castanho, os fogões de sala, os quartos de banho e os magníficos painéis de azulejos. Foi também um dos mais distintos diplomatas da sua época.

O bosque integrado na quinta é obra do 14º senhor da casa e 3º Visconde de Pindela, João Afonso Simão Pinheiro Lobo Figueira Machado e a configuração da sua área de Lavradio deve seu filho e actual representante da família Vicente Maria Miguel Bernardo Pinheiro Lobo da Figueira Machado

Esta é a história da casa, que mantém desde há séculos uma família unida, empenhada em servir o seu país, tendo alguns dos seus membros, ao longo dos tempos, se destacado como distintos militares e cavaleiros, diplomatas ou escritores de renome. A história da casa e família encontra-se detalhadamente contada no livro “O Morgadio de Pindela”, edição de autor, 1999 de João Afonso Machado.


 

 

 

 

 

 

 

A QUINTA PEDAGÓGICA

Eis uma quinta com muitos anos, muita história, que vive a sua vida rural normalmente. Porque o mundo natural é o meio mais enriquecedor na sua evolução e desenvolvimento, porque há bons espaços, motivação e uma equipa formada por técnicos agrários e pedagogos com créditos reconhecidos, resolvemos proporcionar às crianças momentos de contacto com a natureza, o mundo vegetal e o imenso mundo animal no seu incessante ciclo de vida.

Não pretendemos oferecer apenas um divertimento ou ocupação para tempos livres. Gostávamos de ir mais longe. Gostávamos que a criança tivesse gozo na descoberta da natureza e se apaixonasse por ela para aprender a respeitá-la, que desfrutasse de coisas tão simples como correr pelos campos, ouvir pássaros, brincar com cabritinhos, ver as vacas e os cavalos; sentir o cheiro das ervas e flores, ver uma árvore muito alta ao lado de outra mais pequena, sentir o rugoso dos troncos, reparar nas nuvens que correm, enfim conhecer e gostar do campo. Quantas crianças o podem fazer? Podem, se os educadores e professores quiserem, conversar connosco e tentar adaptar as visitas aos conteúdos programáticos ou temas que estão a ser trabalhados na escola. A nossa oferta é a experiência das actividades da quinta tais como:  


-          Uma horta onde poderão cavar, sachar, semear, regar,  etc., e acompanhar o crescimento das plantas;

-          Colher as várias frutas da época (laranjas, limões, ameixas, framboesas, etc.) ou vindimar;

-          Um rebanho de cabras, uma sala de ordenha, os cabritinhos no inverno e fabricar os seus próprios queijinhos;

-          Cavalos no pasto ou a serem tratados, montar os póneis no picadeiro e limpar as suas boxes;

-          Uma mata cheia de árvores grandes e plantas pequeninas para classificar, um mundo cheio de bichinhos a estudar.  

O horário das visitas é das 9h30min às 12h30min todos os dias, de segunda ao sábado, e deverão ser marcadas com antecedência. Os grupos são organizados por idade, dos 3 aos 13 anos e não deverão exceder as 30 pessoas.

OS PRODUTOS DA QUINTA

Fruto das actividades tradicionais duma quinta, esta propriedade vende alguns produtos da sua produção, como por exemplo, frutas em diferentes épocas do ano (laranjas, limões, ameixas, diospiros, framboesas, morangos, kiwis, nozes e castanhas), uvas para produção de vinho, produtos hortícolas diversos. Na sua área cultivada produz ocasionalmente forragens para alimentação animal. Possui um rebanho de cabras donde é possível obter-se leite de cabra para produção de queijo e cabritos para abate, pode fornecer aves de capoeira e ovos. Da sua grande área florestal e dos seus jardins é possível, mediante reserva, obter pequenas árvores, arbustos e ramagens para arranjos de festas e jardins. A mata ainda pode fornecer aos interessados, vários tipos de madeira (eucalipto, pinheiro, carvalho, castanheiro, diferentes espécies de acácias, etc.) e lenha para fogões de sala.  

 


 

 

 

 

 

 

CAMPOS DE FÉRIAS 

Chamamos-lhes:

«Uns dias em Pindella»  

1. O nosso interesse não é um interesse meramente lucrativo mas a preocupação pedagógica de «tocar» os adolescentes, despertá-los para o valor do que é natural, simples, verdadeiro «não comprável», ao mesmo tempo que descansam e se divertem.

Fornecemos o espaço, as tendas, a cozinha e o seu equipamento e as instalações sanitárias básicas.

Não temos monitores, nem fornecemos alimentação.

2. A quinta proporciona uma iniciação à equitação no nosso picadeiro e um grande passeio pela mata.

Ajudaremos quanto possível nas actividades programadas pelos monitores. As crianças podem também participar nos trabalhos rurais, fazer pão, tratar dos cavalos, etc. se os monitores assim o entenderem.

Uma vez que a quinta dispõe de espaço, poderão incluir no vosso programa de animação, torneios de volei, badmington, caça ao tesouro, etc.

No entanto, a responsabilidade da organização e animação dos «dias em Pindella» será totalmente dos monitores do grupo (bem como o acompanhamento das crianças dia e noite).

Regulamento:

  •  O campo tem um responsável da casa, o Francisco, que fará a iniciação à equitação, o acompanhamento no passeio pela mata e estará sempre à disposição do grupo.

  •  O número de participantes será de 20 crianças no máximo e 2 monitores.

  •  Os grupos deverão ser constituídos por crianças dos 10 aos 12 anos e dos 13 os 14 anos. No entanto, se na escola uma criança de 13 anos estiver incluída no grupo dos 12, deverá frequentar esse mesmo grupo de acampamento.

  • A duração do acampamento é de 1 semana, com entrada no Domingo à tarde e saída no Sábado seguinte da parte da tarde.

  •  O custo será de € 100,00/criança e o pagamento deverá ser efectuado por cheque passado em nome de Sociedade Agrária da Casa de Pindella.

  •  Se se verificar a impossibilidade de uma criança não poder frequentar o acampamento por falta de meios, o monitor deverá apresentar o caso, com a devida antecedência, para que o mesmo se possa resolver, sem que a criança fique privada de participar no grupo.

  •  Na inscrição, que será feita com o monitor, cada criança devera entregar uma fotocópia do BI, do certificado de vacinas, do cartão de beneficiário e uma fotografia (se possível).

  •  Se alguma criança necessitar de algum cuidado especial, deverá indicá-lo no acto da inscrição.

  •  Cada criança deverá trazer um saco cama, esteira, toalha, lanterna de bolso, objectos de higiene pessoal, etc. Aconselhamos roupas velhas, sapatos cómodos, chapéu, agasalhos para noite.

  •  Não deverão esquecer a alimentação.  

  • Calendário  

  • 1°Grupo – de 1 de Junho a 7 de Junho

  • 2°Grupo – de 8 de Junho a 14 de Junho

  • 3° Grupo — de 15 de Junho a 21 de Junho

  • 4° Grupo — de 22 de Junho a 28 de Junho

  • 5° Grupo — de 29 de Junho a 5 de Julho

  • 6° Grupo — de 6 de Julho a 12 de Julho

  • 7° Grupo — de 13 de Julho a 19 de Julho

  • 8° Grupo — de 20 de Julho a 26 de Julho

  • 9° Grupo — de 31 de Agosto a 6 de Setembro

Como chegar:

O transporte ideal será o carro ou mini autocarro, no caso do grupo ser grande.

No entanto, até Vila Nova de Famalicão há transportes a toda a hora de várias empresas rodoviárias.

Chegando a Vila Nova de Famalicão deverão seguir a Estrada Nacional nº 14, em direcção a Braga. Cerca de 2 km após deixarem Famalicão, viram à esquerda, na placa que diz Mouquim/Tarrio. Seguem pela estrada de paralelepípedo até encontrarem, em frente, a Quinta de Tarrio. Viram, então, à direita e seguem na estrada asfaltada durante 500m. Encontram um muro de pedra com umas caixas de correio. Viram novamente à direita e seguem na estrada de terra batida, até encontrarem o portão da quinta.

Informações úteis:

• Vila Nova de Famalicão tem hospital e centro de saúde.

• Há facilidade na aquisição de géneros alimentares.  

Directora do Projecto - Ana Isabel Pindella

O Coordenador — Francisco Pindella — Tlm: 96 4833725  

 


 

 

 

 

 

 

ACTIVIDADES DE APOIO DA QUINTA

A quinta dispõe de técnicos especializados (engenheiro agrícola, zootécnicos, técnicos agrários, enólogos), que podem aconselhar em múltiplas áreas (caprinicultura, equinicultura, nutrição animal em geral, pastagens e forragens, florestação, horticultura, viticultura e enologia) sempre que for requisitado. Possui uma pequena casa cuja área foi recentemente recuperada para funcionar como escola. O seu corpo técnico tem habilitações (curso de formadores) para dar cursos de formação profissional em várias áreas, estando já devidamente aprovado e autorizado o curso sobre jardinagem. Ainda num âmbito de formação, mas também protecção ambiental, quinta está disponível para realizar protocolos de apoio a estudos que universidades, institutos ou organizações, queiram desenvolver aproveitando todos os seus campos e a sua área florestal, possuidores duma fauna e flora muito variada.  

 ACTIVIDADES DE RECREIO

Cavalos de Recreioa) Cavalos 

A quinta apresenta várias possibilidades de escolha neste campo. Disponibiliza instalações, cavalos e/ou póneis para actividades de recreio acções de desbaste ou aulas de formação. No primeiro caso possui boxes e picadeiro exterior para alugar estando, neste caso, incluído no preço do aluguer tratamento, alimentação e cuidado dos animais, o cliente pode utilizar o picadeiro para treinar ou aproveitar a quinta para passear. No segundo caso, quem não possuir cavalos, pode desfrutar dos animais que a quinta dispõe e dos percursos equestres que esta organiza, sendo o pagamento à hora ou conforme o trilho escolhido. A quinta possui também póneis de pequeno porte para o passeio de crianças pequenas. Em ambos os casos, são acompanhados por um elemento da quinta responsável pelos animais sendo necessário marcação. A quinta dá formação de tratador e de equitação através de cursos de formação de Verão em horário laboral que organiza sempre que exista um número mínimo de alunos (10). A quem desejar pode também dar individualmente aulas de equitação em horário a combinar. Ocasionalmente a quinta possui poldros e póneis pequenos para venda.

Criação de Cães b) Cães

A quinta possui ocasionalmente ninhadas de cachorros de raça Beagle e Basset Hound registadas no L.O.P. e Retrivier de Labrador. Disponibiliza, para além das raças já referidas, machos para cobrição da raça Perdigueiro Nacional. Oferece um espaço passível de ser alugado para os vários tipo de treino de cães (treino de caça e/ou obediência) e largadas de animais.


 

 

 

 

 

 

 

Contactos

 

Telefone/fax nº: +351 252911204

             Tlm nº: +351 966533259

                                +351 964833725

   quintadepindela@hotmail.com

Aconselhe a Pindella ao seu amigo